Igreja Metodista Jardim Belvedere

Contribuições
Você adicionou a sua lista de contribuições. O que deseja fazer agora?
Adicionar Contribuições Pagar Contribuição
X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

Igreja Metodista Jardim Belvedere - Nós cremos na vida antes da morte!

Nós cremos na vida antes da morte!

João 10.10 Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância.

Rasgue o véu

"Nós não fazemos como Moisés, que cobria o rosto com um véu para que os Israelitas não pudessem ver que seu brilho estava desaparecendo." 2 Coríntios 3.13

Por Thais Metodista dia em A Palavra

Rasgue o véu
  • Compartilhe com seus amigos
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Rasgue o véu

"Nós não fazemos como Moisés, que cobria o rosto com um véu para que os Israelitas não pudessem ver que seu brilho estava desaparecendo."  2 Coríntios 3.13 

 

   Moisés havia passado oitenta e dois dias jejuando e orando na presença de Deus, e ao sair da tenda da congregação , o rosto de Moisés estava brilhando. O povo temeu ao contemplar o brilho, mas mesmo assim, Moisés entregou ao povo a mensagem de Deus. Quando terminava de falar, Moisés cobria o rosto com  véu para não assustar o povo.

   O apóstolo Paulo revela aos coríntios que Moisés colocava o véu não porque o brilho assustava, mas porque a glória estava se desvanecendo. Os israelistas consideravam essa glória algo de esplendor, por isso, como Moisés poderia revelar que era algo temporário.?

   A partir dessa revelação, fica claro que o medo era de Moisés em revelar que a glória de Deus não estava sob ele o tempo todo.

   O apóstolo Paulo nos ensina com esta revelação que Jesus CRISTO é a luz que não se apaga, e que seremos “brilhantes” se estivermos ligados nEle.

Algumas lições podemos extrair dessa experiência de Moisés:

 

1 – Véu  – O objetivo desse acessório é encobrir algo. Quantas vezes sentimos necessidade de esconder a verdade que está no nosso coração? Tentamos mostrar para o mundo que não somos frágeis, mas resolvidos em todas as questões da vida, com isso, muitos líderes tentando se fazer de forte, absorveram para eles angústia, crises de ansiedade e frustações.  

Porque quando estou fraco então sou forte ( 2 Co 12.10b)

 

2 – Medo – A insegurança de Moisés em revelar que o rosto brilhava quando ele tinha contato com Deus, fez com que esse grande líder iludisse os Israelitas. Nossos medos podem nos fazer mentir, enganar, ludibriar pessoas. Devemos seguir o exemplo de João Batista. Falar a verdade, mesmo que para isso cortem a nossa cabeça.

Porque a lei foi dada por Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo. (João 1.17)

3 – Ser humano – Moisés viu a Glória de Deus na sarça ardente, recebeu as tábuas da Lei, “libertou” o povo das mãos de faraó, conduzir a multidão no deserto... mas não deixou de ser humano. Não importa o quanto nos aproximamos de Deus, existem necessidades que temos no corpo, e precisamos assumir isso. Todo pregador tem seus dias de tristeza, todos cristão já sentiu frustração, todos os personagens da bíblia passaram por situações complexas, o próprio Cristo sentiu sede, sono, fome, tristeza... isso para nos mostrar que não somos “super heróis”, mas dependentes da graça de Deus. Moisés por um momento esqueceu que era humano.

Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; (Romanos 7.18)

Conclusão: A atitude de Moisés em preservar o véu, impedia os israelitas de ver a verdade. Jesus Cristo ao deixar a terra, rasgou o véu para que todos tivessem acesso a única verdade.

                                                                          

Um grande abraço

Débora Corsi

  • Compartilhe com seus amigos
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Veja Também:

Artigos Relacionados

Olá, deixe seu comentário para Rasgue o véu

Enviando Comentário Fechar :/